sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Bolsas Fecho da Vovó (Sexta-Feira Artesanal - 13)

Uma das coisas boas no mercado artesanal é a variedade. Em vez de uma, duas ou três grandes empresas fazendo produtos semelhantes e não satisfazendo um público que busca por originalidade, o feito à mão entrega peças com as mesmas finalidades mas com "cara", com identidade, seja ela gerada pelo próprio artesão ou numa mistura das características da marca com os desejos dos clientes, como num objeto personalizável, por exemplo.
Além disso, peças artesanais são feitas em pequena, no máximo média escala e isso abre possibilidades para que mais gente invista no trabalho manual, imprimindo nele valores e ideias e gerando mais diversidade de oferta, abrangendo demandas específicas.
Ok, vamos à parte prática. Já falamos sobre bolsas, aqui, certo? E hoje vamos falar sobre elas de novo, mas nem tá valendo esse "de novo" porque uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa, confia e vem com a gente.
Conhecemos a Modos de Mocinha nas navegadas pela internet. Curtimos a página, acompanhamos o trabalho delas de longe, até o dia em que nos conhecemos pessoalmente lá no Bazar Ógente e desde então elas são As mocinhas. Irmãs, a Gabi e a Carol transformam tecidos em bolsas com uma característica em comum: aquele fecho metálico, mais conhecido como fecho da vovó.


Prazer, sou o fecho da vovó

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Decoração Infantil em Madeira (Sexta-Feira Artesanal - 12)

Não é novidade por aqui que somos fãs de peças infantis que sejam atemporais, que não venham atreladas à marcas de desenhos animados ou qualquer produto de apelo massificado como filmes ou programas televisivos.
Que tenham cor, que possam ser usadas para criar as próprias histórias, que encantem através da descoberta da imaginação; prioritariamente feitas de forma artesanal, com sustentabilidade e carinho.
Pois o casal Letícia e Etto entraram pra nossa lista de preferências desde que vimos pela primeira vez o trabalho deles na Kaloré Arte & Design.
Inspirados em contos de fadas, animais, elementos da natureza e brincadeiras, criam quadrinhos, suportes de livros, organizadores, varais decorativos, aparadores e uma série de objetos em madeira revestida com papéis coloridos que cabem em qualquer decoração (dica: tem muito adulto que acaba "roubando" uma peça ou outra pra si, mesmo que a casa não tenha crianças). 
Rufem os tambores para a entrada das fotos:

Aparador de livros