domingo, 10 de maio de 2015

Mamain

Mãe, manhê, mãezinha, minha véinha. O do título foi o último que usei e ela gostou.
Eu acho sim importante reservar um dia específico pra celebrar pessoas, datas, acontecimentos, mesmo que todos os dias eles sejam importantes para nós. E hoje é um desses dias. É Dia das Mães.


Desde que me lembro foi assim, desse jeitinho. Ela costurando e eu por ali, mexendo nos botões, fazendo pontinhos tortos nos retalhos, inventando moda. Só que a gente tem cabelo escuro.. rs <3



E eu quero deixar aqui registrada toda a minha gratidão por tudo que essa pessoinha querida é pra mim. Se a nossa loja existe, é por causa dela. Tudo que sei hoje de manualidades, meu trabalho em tempo integral, a fonte é ela. E ainda me ensina e trabalha junto e transforma minhas ideias em realidade. E costura, e crocheta e borda e cria o caminho (e a receita).
É muito bom ver que vários dos nossos sonhos daqueles tempos em que eu era só uma menininha acabaram se tornando verdade, talvez um pouco diferente aqui e ali, mas ainda melhor.
Mamain, muito obrigada! Você sabe que mora lá no fundinho bem guardado do meu coração.

E pra todas as mamães, eu desejo que recebam hoje um abraço mais apertadinho, uma visita inesperada, uma mensagem ou ligação lá de longe, flores, um almoço gostoso e talvez um presente (quem sabe aquele que você queria tanto?).
E, claro, para aquelas que não puderam ser mamães por diversas circunstâncias, desejo que encontrem paz. E perdão, também.

Um dia feliz.

Gilmara



Nenhum comentário:

Postar um comentário